Conheça todas as bodas de casamento!

Captura de Tela 2014-07-21 às 17.42.45

As bodas de casamento existem como uma forma de renovar os votos e promessas que foram feitas no dia da união de um casal. As mais conhecidas são as bodas de prata e as de ouro, que comemoram 25 e 50 anos de casado, respectivamente.

Mas como casamento é algo difícil de manter, existe uma boda para renovar esses votos quase todos os anos! Cada uma carrega um significado que reflete o momento da vida do casal, como as bodas de papel, que recebem esse nome pelo fato do casamento, no início, ser tão frágil quanto esse objeto. Confira a lista completa:

1 ano – Bodas de Papel

2 anos – Bodas de Algodão

3 anos – Bodas de Couro ou Trigo

4 anos – Bodas de Flores, Frutas ou Cera

5 anos – Bodas de Madeira ou Ferro

6 anos – Bodas de Açúcar ou Perfume

7 anos – Bodas de Latão ou Lã

8 anos – Bodas de Barro ou Papoula

9 anos – Bodas de Cerâmica ou Vime

10 anos – Bodas de Estanho ou Zinco

11 anos – Bodas de Aço

12 anos – Bodas de Seda ou Ônix

13 anos – Bodas de Linho ou Renda

14 anos – Bodas de Marfim

15 anos – Bodas de Cristal

20 anos – Bodas de Porcelana

25 anos – Bodas de Prata

30 anos – Bodas de Pérola

35 anos – Bodas de Coral

40 anos – Bodas de Esmeralda

45 anos – Bodas de Rubi

50 anos – Bodas de Ouro

55 anos – Bodas de Ametista

60 anos – Bodas de Diamante

65 anos – Bodas de Platina

70 anos – Bodas de Vinho

75 anos – Bodas de Brilhante ou Alabastro

80 anos – Bodas de Nogueira ou Carvalho

85 anos – Bodas de Girassol

90 anos – Bodas de Álamo

100 anos – Bodas de Jequitibá

4 dicas para criar um Espaço Kids no casamento

Já reparou que quanto mais aumenta a lista de convidados, mais aumenta a quantidade de crianças no casamento? Se você acha que elas vão ficar sentadas e comportadas durante a festa, tire o cavalinho da chuva!

Fazer bagunça é natural nesta idade, mas se a correria se alastrar pelo salão, pode incomodar os convidados adultos, ou pior, algo pode acabar quebrando! Por isso, cada vez mais os noivos investem num Espaço Kids, cheio de atividades para a criançada fazer bagunça monitorada.

E afinal, o que fazer com eles? As atividades vão depender do espaço e do orçamento dos noivos, mas quando a quantidade de pequenos convidados passa de dez, é recomendável contratar uma equipe para ficar de olho.

Hoje, vamos dar quatro dicas do que você pode fazer para entreter os pimpolhos e tornar a festa tão divertida para eles quanto será para os adultos!

Aluguel de brinquedos

Alugar piscina de bolinhas, camas elásticas e outros é uma ótima opção para quem dispõe de um espaço bem grande no casamento, mas pede a presença obrigatória de pelo menos um monitor por brinquedo.

aluguelbrinquedos1 aluguelbrinquedos2

Kits de pintura e jogos

Separar uma mesa cheia de lápis de cor e giz de cera é receita certa para entreter a criançada! Alguns casais fazem kits personalizados para cada uma das crianças e incluem um livrinho de colorir, que pode ser personalizado com caricaturas dos noivos e outros elementos da festa, como bolos e doces. Mas atenção: não é uma boa incluir canetinhas e tintas nestes kits, já que os pequenos podem decidir colorir as próprias roupas além do papel!

kites

Atrações circenses

Contratar um palhaço, um mágico ou um show de bonecos também pode ser uma boa pedida para entreter as crianças, até em casamentos pequenos!

palhaço

Mesa de guloseimas

Preparar uma mesa cheia de balas, pirulitos, brigadeiros e outras guloseimas que toda criança adora é sempre uma boa idéia! Você também pode preparar um cardápio especial para eles com batata frita, salsisha, pipoca, etc. Se quiser economizar espaço e fazer a mesa de comida junto com a mesa de brincar, invista em toalhas e jogos americanos de papel rabiscável!

Captura de Tela 2014-07-16 às 16.06.42 Captura de Tela 2014-07-16 às 16.06.49

 

 

Dicas de brincadeiras para a despedida de solteira

despedida1

Foi-se o tempo em que o homem tinha uma despedida de solteiro regada a diversão e bebidas com os amigos enquanto a mulher tinha um chá de cozinha, onde recebia presentes relacionados ao cuidado do lar e da família. A mulher entrou no mercado de trabalho e ganhou independência financeira e também sexual, e hoje em dia é muito comum que as noivas também ganhem uma despedida de solteira só para si.

A despedida de solteira trata-se de uma festa ou viagem feita apenas entre as amigas mais íntimas da noiva, e a organização do evento também fica a cargo delas. O cerimonial do casamento geralmente oferece uma assistência com as comidas e lembrancinhas da festa, mas a graça é que tudo seja surpresa para a noiva.

É recomendável que a festa ocorra de um mês a uma semana antes da data do casório, já que as escolhas dos detalhes do casamento ainda ficam a cargo da mulher na maioria das vezes, e é comum que elas estejam muito estressadas ou ansiosas nos dias anteriores ao casamento.

A responsável pela organização da festa precisa ter uma conversa franca com a noiva e ficar a par dos limites estabelecidos entre ela e o noivo, e o que o casal considera aceitável ou não como diversão. O objetivo da despedida de solteira é fazer a noiva se divertir, e não ficar envergonhada.

A partir daí, as amigas elaboram brincadeiras divertidas e dentro dos limites para que a noite fique na memória da noiva por muito tempo! Hoje, você encontra aqui algumas idéias de brincadeiras para as despedidas de solteiras:

Começar as brincadeiras com álcool é sempre uma boa pedida para que todas as convidadas se soltem e percam um pouco da vergonha. Existem alguns jogos de tabuleiro para fazer “esquenta” para a balada, mas que também são bons para a despedida de solteira. Jogos de carteado com “desafios alcoólicos”, como a Sueca, também são populares durante essa noite. Mas lembre-se que algumas convidadas podem não gostar de álcool e mesmo assim querer participar, então ofereça opções de soft-drinks para elas.

Questionário do noivo: uma das amigas faz um questionário com o noivo, escrito ou gravado. Na noite da despedida, a noiva responde as mesmas perguntas sobre o noivo e, se houver alguma divergência nas respostas, paga-se um desafio ou ganha um brinde.

Chá de Lingerie: essa talvez seja a brincadeira mais clássica das despedidas de solteira, e muitas vezes é organizada pela própria noiva. Considerado um chá de cozinha mais moderno, a idéia é que a noiva seja presenteada com peças íntimas (ou brinquedinhos). Aqui vale sacanear e presentar com algum item brega ou engraçado.

Para as mais ousadas, vale a tradicional contratação de um stripper. Mas é sempre bom lembrar de não ultrapassar os limites do casal. Nos EUA, tem se tornado muito comum também fazer uma aula de pole dance ou dança da cadeira. Esse tipo de brincadeira com aulas gera mais situações engraçadas do que sexys, principalmente depois das bebidas!

Você tem alguma dica interessante? A sua despedida de solteira teve alguma atividade ou brincadeira que não foi citada aqui? Conte para gente!

Confira 5 tipos de Buffet para o seu casamento

Não importa quantas atrações tenha uma festa de casamento, se a comida for ruim, não será tão divertida. Quanto antes o casal procurar o Buffet, melhor será. É comum que a equipe do cerimonial dê algumas indicações de Buffet, já que a comida deve ser escolhida de acordo com o estilo e o tipo de festa que será oferecido.

buffetblog

Existem diversos tipos de Buffet com cardápios que podem ser adaptados para cada estilo de festa. Confira alguns:

Brunch: para casamentos matutinos, o bruch é ideial. Ele mistura de café-da-manhã com almoço, pode ser servido ao ar livre e a comida pode ser consumida em pé. Por ter um cardápio simples, com muitos petiscos, é uma opção bastante econômica. Mas se a festa pretende se estender até a noite, o bruch deve ser complementado com outro tipo de buffet.

Coquetel: com cardápio também cheio de petiscos, salgadinhos e finger food, o coquetel também tem baixo custo. O ideal é que ele seja um complemento à um jantar, servido na hora da dança e de madrugada.

Self-service: como indica o nome, a comida fica disposta num réchaud, para se manter aquecida, e os próprios convidados se servem. Os garços ficam encarregados de servir as bebidas e a sobremesa.

Francês: é um dos buffets mais caros e requintados, pois a equipe de garçons precisa ser bem treinada e experiente, já que eles servem toda a comida, bebidas e sobremesas.

Empratado: semelhante ao serviço francês, o empratado é servido pelos garçons, mas o prato já vem pronto da cozinha. É uma opção mais econômica que a francesa, mas não permite que os convidados repitam.

Depois de escolhido, pesquise as empresas que oferecem, faça um orçamento com no mínimo três empresas e marque degustações. Ao escolher o cardápio, e lembre-se que a comida deve ser adequada à época do ano em que ocorre o casamento, e também que existem convidados vegetarianos ou com restrições alimentares, como intolerância ao glúten e à lactose.

Pergunte se as bebidas estão inclusas no preço apresentado, como é feita a cobrança por convidado, qual será a equipe a trabalhar no dia da festa, a forma de pagamento… esse é o momento para tirar todas as suas dúvidas!

Antes de fechar o contrato, verifique se o local da recepção tem infraestrutura adequada para receber a cozinha do buffet. É necessário ter água, luz e, de preferência, que seja no mesmo andar da festa.

Como você quer que seu casamento seja filmado?

O vídeo é a única lembrança “viva” que os noivos poderão guardar do casamento, e é uma chance de relembrar a emoção vivida tanto pelos noivos como por aqueles que compartilharam com eles esse momento tão importante.

Por isso, a Flor de Liz acredita que a filmagem do casamento deve refletir a personalidade do casal. Hoje em dia, existem diversas linguagens e formatos distintos que podem ser usados para registrar essa data especial. Hoje, mostramos alguns estilos que podem ser usados:

weddingfootage

Tradicional:

A filmagem tradicional está cada vez mais fora de moda. Nela, todos os momentos da cerimônia são registrados… e só. Lembra daqueles vídeos longos e estáticos, com duas horas de duração, e que mostram todos os momentos do casamento em ordem cronológica e com poucos cortes? A maioria prefere algo reduzido, mas muitos profissionais de filmagem ainda usam este formato.

Curta-Metragem:

Em 30 minutos, você pode ter um resumo de tudo o que aconteceu na sua festa, desde o making-off dos noivos até a balada final, passando pela cerimônia na igreja, a recepção e o jantar. Os noivos ainda podem escolher se querem uma edição mais dinâmica ou algo mais parecido com o vídeo tradicional, em ordem cronológica, porém mais curto.

Vídeo-documentário:

Construídos através de depoimentos dos famíliares, amigos e dos próprios noivos durante o casamento, o vídeo-documentário coleta a impressão que todos estão tendo da festa e mesclam com imagens de momentos especiais. Alguns casais também contam a história de como se conheceram no começo do vídeo. O resultado é sempre inusitado e emocionante.

Same-day:

Essa é a opção mais cara! Porém, também é a mais original. O clipe Same Day, como o próprio nome já indica, é uma edição feita no mesmo dia do casamento com as imagens filmadas ao longo do dia. Isso inclui o making of dos noivos, a cerimônia e a primeira dança. A ideia é que o vídeo seja exibido ainda durante a festa!

Não importa qual o estilo de filmagem escolhido pelos noivos, é necessário reconhecer que mais importante do que o equipamento que as registra as imagens, é quem está por trás dele. É fundamental conhecer bem o trabalho e sentir empatia pelo profissional de vídeo que será contratado. Assista aos vídeos feitos por ele anteriormente e tenha certeza de que ele tem sensibilidade para saber o que e como captar as melhores imagens.

Como escolher a data do casamento?

casadatablog

 

O primeiro passo para começar a planejar qualquer casamento é, claro, escolher a data. Os três pontos que devem ser priorizados na hora da escolha são os convidados, o orçamento e o espaço.

Se o local do casamento será uma praia, campo ou outro lugar aberto, fique atenta às estações do ano. O verão é a época que mais chove e, no sudeste, as chuvas são predominantes entre janeiro e março.

Pensando nos convidados, avalie se muitos deles são de outra cidade e prefira fins de semana ou feriados para não atrapalhar suas rotinas. Por outro lado, casar durante a semana é mais barato, pois reduz gastos com os fornecedores. Se a maioria dos convidados for da sua cidade, aposte na quinta ou na sexta, mas preste atenção no horário: cerimônias antes das 20h30 podem prejudicar o dia de trabalho deles.

Além de escolher um dia da semana, outra dica para quem tem orçamento pequeno é priorizar os meses do ano em que se tem mais opções de flores para a decoração, ou seja, a primavera. Fugir do mês de maio também ajuda a economizar, já que existe uma grande procura por ser o mês das noivas, o que geralmente encarece os fornecedores.

Alguns casais ainda preferem priorizar o romance e escolhem uma data mais significativa para a cerimônia, como o dia do aniversário de namoro ou do primeiro beijo.

O charme das mesas comunitárias

A mesa comunitária sempre foi muito comum em casamentos americanos, e aparecereu primeiro nos famosos mini-weddings, casamentos pequenos e de baixo orçamento, com tão poucos convidados que todos cabiam em apenas uma mesa longa e retangular.

Depois, a tendência se espalhou para as grandes festas que, apesar dos muitos convidados, queriam dar às cerimônias um clima mais descontraído, intimista e “faça você mesmo”.

O objetivo da mesa coletiva é aumentar a interação entre os convidados, criar uma relação mais intimista entre eles e, claro, aproximar a família do noivo e da noiva. O recado desta peça na decoração é simples: Aproxime-se!

É coisa para gente que gosta de gente, que veio de família grande, unida. É para quem gosta de ficar até o final da festa, gosta de rever pessoas queridas e ter cinco minutinhos de prosa com cada um.

A maioria das mesas acomoda de dez a 16 pessoas e o acento pode ser feito com cadeiras individuais ou com dois grandes bancos coletivos, o que dá um ar mais rústico e fica bem em festas no campo, mas dificulta a entrada e saida das convidadas por causa dos vestidos.

Para os casamentos pequenos e com poucos convidados, podem ser usadas apenas uma ou duas grandes mesas. Já nas cerimônias mais grandiosas, ela pode ser usada de três maneiras diferentes.

A primeira delas é utilizar uma única mesa comunitária em meio a outras mesas redondas e tradicionais, diferenciando-a das demais. Esta mesa geralmente fica reservada para os noivos, suas famílias e os padrinhos.

A segunda alternativa é mesclar mesas retangulares com redondas, reservando as retangulares para familiares, padrinhos e grandes grupos de amigos, como uma grande mesa para os amigos do trabalho, outra para os amigos da faculdade, etc.

A última opção é utilizar apenas várias mesas coletivas, permitindo que os convidados que já se conhecem fiquem próximos, e os que não se conhecem tenham a oportunidade de se conhecer.

A decoração das mesas fica por conta da personlidade de cada casal, mas é importante prestar atenção à disposição dos arranjos para não atrapalhar a visão e a conversa dos convidados.

Selecionamos esta pequena galeria de mesas comunitárias no pinterest, para servir de inspiração. Clique nas imagens para ver maior: