Fazenda: local ideal para casamentos?

O casamento conforme manda o figurino virou um sonho de consumo da maioria das pessoas, mas com uma diferença: a ordem é inovar.

3bd4ad82dd723121998f0c4930510dc7

Para isso os casais buscam locais alternativos, talvez inspirados nos famosos, que buscam cada vez mais locais inusitados, como resorts luxuosos e até castelos romanos. Mas para quem não tem recursos para enviar toda a lista de convidados para o exterior, o interior também tem locais paradisíacos, com casarões coloniais e jardins deslumbrantes. Por isso, as fazendas surgem como uma belíssima alternativa para os casais que querem fugir dos salões urbanos.

Os noivos têm optado por locais rurais por vários motivos. Primeiro, pela beleza do cenário; segundo, pela tranquilidade e, por fim, pela liberdade de horário e de número de convidados, da eliminação de ruídos da cidade e outras amarras que as festas em salões impõem.

farmwed

Se nos centros urbanos os meses preferidos são o maio, novembro e dezembro, nas propriedades rurais a escolha se concentra em abril, maio e setembro, já que o clima nesses meses tem menor probabilidade de chuvas. O dia da semana com mais casamentos nesses locais é o sábado, para que todos os convidados que moram longe possam comparecer.

Várias fazendas oferecem diversos serviços no local, inclusive com instalações adequadas para que a noiva se prepare para o grande momento. A possibilidade de acompanhar de perto todos os preparativos para a recepção aos convidados é uma das vantagens de se casar em uma fazenda.

 

Clássico ou moderno? Eis a questão.

A festa de casamento precisa ter a cara dos noivos e, nos últimos tempos, essa teoria vem cada vez mais sendo vista na prática. Hoje, o mercado desta área já consegue distinguir o casal e o evento em dois tipos: clássicos e modernos.

O chamado “casamento clássico” geralmente é composto por todos aqueles itens e rituais que caracterizaram o evento ao longo dos anos, como bufê à inglesa (servido por garçons), uso de rosas na decoração, bem casados embalados em papel crepom, fotos posadas e a valsa.

Captura de Tela 2014-11-03 às 17.03.28

Já o casamento moderno, que vem ganhando cada vez mais a preferência dos noivos, permite que o casal ouse, inove e personalize mais o grande dia. A valsa e o repertório clássico, por exemplo, são preteridos por músicas que simbolizem a história dos recém-casados e até mesmo por rock e temas atuais de novelas, Já o bufê geralmente é franco-americano (os convidados se servem e comem em pé) e os bem-casados vêm até em sacolinhas.

No casamento moderno, os noivos não se prendem tanto aos rituais que já conhecemos e acabam colocando seu toque pessoal em tudo. Mas é importante ressaltar que o casal tradicional sempre terá um traço moderno e vice-versa. E este casamento tradicional não pode de jeito nenhum ser considerado ultrapassado.

Captura de Tela 2014-11-03 às 17.06.29

A principal diferença dos noivos modernos é que eles não se contentam com o que é usual nos casamentos. Eles querem mais, querem surpreender, inovar, deixar na lembrança de seus convidados sua marca pessoal.

Não que os noivos clássicos não tenham essa mesma preocupação, mas eles não querem inovar demais por não ter a ver com o estilo deles ou por temerem ficar brega em vez de chique.

 

Doces: uma atração a parte

bolo_tradicional

Não adianta. Quando se fala em doces e bolos em festas de casamentos, aqueles tradicionais, como camafeus, olho de sogra e os foundados sempre estão em alta, mas a mistura de ingredientes e sabores está agradando os paladares mais apurados. Frutas e chocolate é uma mistura que merece atenção especial.

As noivas estão procurando novidades quando o assunto são os docinhos. A mistura das receitas francesas com ingredientes brasileiros é um diferencial. A mistura do doce com o azedo também faz a diferença. O sabor do maracujá, abacaxi, coco e as nozes misturadas com chocolate belga é um sabor realmente inusitado.

bolo_brasil

Atualmente, os próprios noivos estão preferindo bolos e doces coloridos, cheios de detalhes, com o estilo e a cara do casal, deixando para trás o tradicional bolo branco. Os doces e o bolo devem combinar com o cardápio da festa, pois trata-se de um contexto geral. Salvo algumas exceções, os doces servem de guloseimas, como um coquetel com bolo, doces e champagne. Do contrário, fazem parte do cardápio da festa.

bolo_personalidade

Buquês que duram

Uma das tradições do casamento é o momento em que a noiva joga o buquê. Diz a lenda que a moça que consegue pegá-lo será a próxima a casar. Mas quem pegar um buquê a partir de agora pode levar para casa algo além da esperança de se casar em breve.

bouquet1

Um tipo diferente de flores, que podem durar de 5 a 7 anos, com aparência e textura frescas se conservadas em local adequado: são as flores naturais preservadas. Elas passam por um processo de substituição da seiva por um produto químico atóxico.

bouquet2

E para que elas durem mesmo é preciso tomar alguns cuidados: não se pode manipulá-las com as mãos molhadas, para não passar umidade. E se ela ficar com um pozinho com o passar do tempo, é só pegar um secador de cabelo na temperatura fria, dar uma rápida passada e pronto.

Casamento íntimo

justlia_credito

Cada vez mais os casais buscam inovações para deixar a cerimônia com seu estilo, mas há aqueles que ainda optam pelo casamento clássico. Confira as principas diferenças entre eles.

Enquanto alguns desejam festas suntuosas, outros casais optam por uma cerimônia mais reservada. Ao contrário do que muitos pensam, o casamento íntimo não significa menos trabalho e organização.

O que caracteriza uma celebração íntima é apenas a quantidade reduzida de convidados, em torno de 50 pessoas. No mais, todas as etapas desse tipo de casamento são iguais às de um casamento tradicional.

Os noivos podem realizar o casamento íntimo em casa ou em um hotel, e de acordo com a consultora, devem ficar atentos ao tamanho do local, para que não sobre nem falte espaço aos convidados. O casal pode organizar um altar mesmo que o casamento seja feito em casa, e ainda fazer o cortejo tradicional, tudo como manda o figurino.

Segundo ela, em alguns casos, o casamento íntimo pode até dar mais trabalho que o casamento tradicional: se os noivos quiserem, podem personalizar as lembrancinhas com o nome de cada convidado. A atenção dada aos convidados pelos noivos também é um diferencial. Como há menos pessoas, cada um dos convidados merece mais cortesia e carinho por parte do novo casal.

Agenda: ajuda em todos os detalhes!

agenda

Organização é a palavra-chave quando o assunto é preparar a festa de casamento. Programe-se com essa sugestão de agenda que te mostramos agora e mãos à obra!

Um ano antes:

- escolha a data

- reserve a igreja

- defina seu orçamento

- abra um arquivo para guardar toda a papelada referente ao casamento

- faça uma lista dos principais fornecedores cujo trabalho você gostaria de conhecer (fotógrafos, músicos, floristas, aluguel de carro, cabeleireiros, etc)

8 meses antes:

- contrate um organizador de eventos

- defina o tipo de recepção e reserve o local

- comece a listar os convidados

- escolha os padrinhos, pajens e daminhas

- pesquise roteiros para a lua de mel

- comece a pesquisar vestidos

- visite os principais fornecedores e discuta opções

6 meses antes:

- convide os padrinhos, pajens e damas de honra

- decida o estilista, modelo e tecido do vestido

- defina o cardápio e as bebidas da festa

5 meses antes:

- encomente a grinalda e o buquê (da noiva e das daminhas)

- contrate fotógrafe e filmagem

- contrate os músicos da recepção e DJ da festa

- contrate a decoração da igreja e festa

- comece a fazer o enxoval ou complete as peças que faltam

4 meses antes:

- finalize a lista de convidados

- encomende os convites de casamento

- escolha e compre as alianças

- defina a roupa do noivo, madrinhas, padrinhos, pajens e daminhas

- reserve a viagem de lua-de-mel

- contrate os serviços de manobristas e seguranças, se necessário

- converse com amigos ou parentes que você gostaria que discursassem

- defina o amigo e amiga que oferecerão as despedidas de solteiro(a)

3 meses antes:

- finalize os convites

- encomende os doces e o bolo

- reserve o dia da noiva

- agende a prova do cabelo e maquiagem

- marque a data do casamento civil e prepare os documentos

2 meses antes:

- envie os convites

- faça a prova da comida

- defina a lista de presentes do casamento e da despedida de solteira

- reserve acomodação para os convidados que não moram perto

1 mês antes:

- compre todos os acessórios: sapatos, lingerie, meia-calça…

- compre camisola e lingerie da sua noite de núpcias

- marque o dia das despedidas

- verifique os documentos da viagem

- defina a trilha sonora da cerimônia e da festa

- reserve o local da noite de núpcias

1 semana antes:

- confirme todos os seviços contratados

- faça a última prova do vestido e teste cabelo e maquiagem

- confirme passagens e reserva do hotel para a lua-de-mel

- telefone para os convidados que não tenham confirmado presença

2 dias antes:

- faça depilação, manicure e pedicure

- busque o vestido de noiva

- use os sapatos do casamento para amaciá-los

- relaxe! faça massagem, vá à sauna e curta o momento

 

Etiqueta para lista de presentes

listadepresentes

Por maior que seja a antecedência que se marca um casamento, uma régra é válida em todos: sempre há algo para se fazer de última hora. Algo que escapou do check list, algo que, a princípio, pareceu dispensável, mas agora se tornou fundamental aos olhos da noiva.

Enfim, um item mínimo, que tem o poder máximo de tirar o sono da protagonista de branco e de todos que rodeiam esta aura de estresse dos preparativos finais.

No entanto, os cuidados para que a festa seja memorável e impecável devem ser tomados desde o dia em que os noivos resolvem agendar a data tão esperada.

Para tanto, deve-se seguir algumas dicas de etiqueta. Hoje, vamos falar sobre algumas regrinhas que envolvem a lista de presentes, que é a famosa “mão na roda”. Facilita a vida dos noivos, que não acumulam cinco ferros de passar, e a dos convidados, que desviam-se do risco de errar na escolha do presente.

O que não pega bem mesmo é colocar o inoportuno cartãozinho da loja, preso com um chips no convite, manchando o estilo chique do evento e fazendo merchandizing gratuito.

Espera-se que o convidado pergunte sobre a lista, uma vez que esta prática tem se tornado um hábito em todas as classes sociais.

Embora seja prática a lista, não pode ser considerado deselegante o convidado que decide-se por não comprar um presente dela. Cada um deve arcar com aquilo que suas  possibilidades financeiras permitem.

Há quem dê uma olhada na lista e compre um item similar, em outro local e por um preço muito mais acessível. Agrada aos noivos da mesma maneira e ainda economiza.